O que é a falcoaria?

A falcoaria é uma parceira especial, onde Homem e Ave de Presa unem esforços, com o intuito de caçar presas selvagens no seu meio natural. Esta forma de caça conta com uma grande história em todo o mundo e no nosso país e é hoje considerada como Património Imaterial pela UNESCO em Portugal.

 

Valores que estão associados à prática

  • Tem como valor maior o bem-estar das aves de presa e a sua manutenção adequada em cativeiro
  • É uma forma de caça completamente natural e ecológica que se baseia na relação natural entre predador e presa, tal como ocorre desde há milénios, em plena natureza
  • Valoriza a beleza do lance e nunca o número de captura realizado (que é sempre muito baixo)
  • Convoca os seus praticantes à protecção das aves de presa selvagens, das suas presas e habitats
  • Não causa ruído, perturbação, nem deixa resíduos no meio ambiente

 

Como acontece no campo (tipos de lance)

1. O alto-voo  é o mais espectacular e também o mais difícil, o mais exigente e o que reúne um maior número de condicionantes, a par de uma menor rentabilidade na captura de presas. Neste tipo de lance são “voados” falcões que perseguem as suas presas no ar durante grandes distâncias e muitas vezes a grande altura. Este foi, pela sua beleza, o lance clássico da falcoaria clássica europeia. O falcão necessita estar nas melhores condições físicas para conseguir superar a sua presa, uma vez que muitas das capturas se dão em pleno voo. 

2. altanaria é considerada uma vertente do alto-voo. Neste lance, o falcão é solto antes da peça de caça levantar voo, de modo a que ascenda sobre o terreno de caça – “remontando” – até se colocar bem alto (centenas de metros), onde espera descrevendo pequenos círculos ou “tornos”. Após levantar-se a caça, o falcão mergulha, num perfurante e rapidíssimo voo picado, podendo atingir velocidades próximas dos 300 km/hora. A maioria das capturas ocorre em voo. Esta modalidade requer grandes espaços abertos, pouco arborizados.  

3. Em baixo-voo, o lance é mais simples mas muito dinâmico. Neste tipo de lance, a ave de presa saí do punho do cetreiro (ou de um poleiro proeminente) na perseguição da peça de caça. As aves de presa geralmente usadas neste tipo de lance são açores, búteos ou águias adequando-se à maioria dos terrenos.  Podem caçar-se aves e mamíferos.

 

Algumas imagens de falcoaria

 

 

Enquadramento legal para a prática

A falcoaria (ou cetraria) enquadra-se nas actividades de carácter cinegético (caça) e está regulamentada pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

Para praticar Falcoaria é exigida que o Falcoeiro seja titular de carta de caçador, seguro e licença de caça e que as aves de presa sejam originárias de reprodução em cativeiro, devidamente licenciada e registadas junto do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas devendo o Falcoeiro ser portador de documentação que o comprove. 

 

Actividades semelhantes

Existem actividades, como demonstração de aves de presa ou controlo de fauna (etc.) que muitas vezes são anunciadas ou descritas como Falcoaria mas que, na realidade, não o são.

Nestas actividades, as técnicas desenvolvidas no âmbito da falcoaria, são usadas para o treino de aves de presa que podem dar um extraordinário contributo na protecção da segurança aérea ou educação ambiental (por exemplo).

Estas actividades têm um enquadramento legal e objectivos diferentes da prática da Falcoaria.