Grupo feminino da APF

Logótipo Grupo Feminino APF

 

Apesar da Falcoaria ser vista e considerada por muitos (desde a antiguidade) uma arte destinada ao homem, existem referências femininas na prática da mesma na literatura, na arte e até mesmo na religião, ao longo da história.

Talvez um dos exemplos mais flagrantes da história seja Leonor de Arbórea, juíza, referida também como rainha ou governadora do reino de Arbórea, no Sudoeste da Ilha da Sardenha. Uma mulher que se destacou num universo predominantemente masculino. O Falcão de Elenor (Falco eleonorae), mais conhecido por falcão da rainha, deve o seu nome a esta senhora.

Em 1392, sob a jurisdição conferida pela Carta de Logu, Leonor de Arbórea tornou-se o primeiro governante da história a conceder proteção aos ninhos de falcão que eram objeto de cobiça pelos caçadores ilegais.

Tendo em conta, que a mulher ao longo dos tempos tem sido também ela parte integrante na história da falcoaria, achamos que seria interessante que nos pudéssemos agrupar dentro da Associação Portuguesa de Falcoaria, onde neste momento ainda somos uma minoria, mas com ambição de crescimento.

A formação deste grupo pode suscitar algumas questões, nomeadamente o porquê da necessidade de separarmos géneros, tendo em conta que todos temos um binómio comum – A Falcoaria e o que esta representa. Para nós este grupo nasce não como uma ideia separatista, mas sim inclusiva, uma vez que pretendemos que as mulheres se sintam à vontade para expor as suas realidades e preocupações.

Existem muitas mulheres que, infelizmente, temem a critica que possam vir a ter pelos seu pares masculinos, e por essa razão não participam em fóruns, provas ou encontros.

O grupo Falcoaria no Feminino é parte integrante e indissociável da Associação Portuguesa de Falcoaria.

A autonomia deste grupo existe apenas nas suas formas de comunicação:

  • Grupo no WhatsApp
  • Grupo no Facebook

Não deixamos de ser acima de tudo sócias da APF, e como tal, qualquer ação que venhamos a desenvolver, carece da aprovação da direção da nossa associação.

Consideramos ser de extrema importância a criação desde grupo de Falcoaria no Feminino dentro da Associação Portuguesa de Falcoaria, de forma a criarmos uma coesão entre todos os sócios da APF independentemente do seu género.

A APF contou com apoio feminino na sua fundação pela mão da Dra. Natália Correia Guedes, sócio nº1.

Com este grupo pretendemos quebrar tabus através do respeito e união. Pretendemos criar a confiança necessária para que venha a existir uma partilha e participação mais ativa na Falcoaria e que esta surja de forma natural, chamando assim mais indivíduos do sexo feminino à Associação Portuguesa de Falcoaria e à prática da Falcoaria.

Manifesto de apresentação

O Grupo Feminino APF