Património UNESCO em Portugal

Certificado que atesta o reconhecimento UNESCO

 

A inscrição da Falcoaria em Portugal como Património Cultural Imaterial pela UNESCO ocorreu a 1 de Dezembro de 2016. Este foi o culminar de um longo processo que teve início em 2013 com a assinatura de um protocolo de colaboração com vista à Candidatura Nacional, entre a Associação Portuguesa de Falcoaria, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e a Universidade de Évora .  

Em 2015, o processo de candidatura obteve desenvolvimentos relevantes com a Inscrição em Inventário de Património da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, pelo Instituto de Estudos da Literatura Tradicional. 

No dia 1 de Dezembro de 2016 a Falcoaria em Portugal foi declarada Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura,durante a 11ª reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que decorreu em Addis Abeba, Etiópia.

Pode ler aqui a mensagem  aos associados, do Presidente da APF, relativamente a este reconhecimento: Mensagem aos associados pelo reconhecimento UNESCO.

A ficha de inscrição da Falcoaria Portuguesa enquanto Património Imaterial de Humanidade junto da UNESCO pode ser consultada online: https://ich.unesco.org/en/RL/falconry-a-living-human-heritage-01209

 

NOTÍCIAS PUBLICADAS SOBRE A CLASSIFICAÇÃO

Reacção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao anúncio da aprovação:

http://www.presidencia.pt/?idc=10&idi=118762

Reação do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ao anúncio da aprovação:

http://observador.pt/2016/12/01/santos-silva-classificacao-da-unesco-traz-responsabilidade-adicional/

Reportagem Video

RTP

http://www.rtp.pt/play/p2224/e262282/jornal-da-tarde (min 24:00)

SIC

http://sicnoticias.sapo.pt/cultura/2016-12-01-Falcoaria-portuguesa-Patrimonio-da-Humanidade

TVI24

Notícias:

RTP Notícias

http://www.rtp.pt/noticias/cultura/falcoaria-portuguesa-classificada-pela-unesco_n966439/

Portal Sapo